Balanço e Lançamentos Residenciais Verticais- 4º Trimestre de 2.016

INFRAESTRUTURA, PPP´S E CONCESSÕES
23/03/2017
Balanço e Lançamentos Residenciais Verticais- Ano de 2.016:
17/04/2017

Balanço e Lançamentos Residenciais Verticais- 4º Trimestre de 2.016

Em especial imobiliário feito pelo Jornal Folha de São Paulo, a Geoimovel (maior provedor de pesquisas imobiliárias do Brasil e empresa pertencente ao grupo Amaral d’Avila Engenharia de Avaliações), forneceu informações sobre lançamentos residenciais e verticais da capital paulista e das suas zonas (leste; norte; oeste; sul e centro), através de infográficos e gráficos.

Essas informações são encontradas a seguir e nos mostram que:

tab-4

 

Gráfico_LançamentosResidenciaisVerticais_CapitaleZonas_4ºTrimestre

  • O 4º trimestre de 2.016 fechou o ano com aumento de 2,4 vezes o número de unidades residenciais verticais vendidas totalizando 199 unidades contra 1.747 unidades no 3º trimestre de 2.016;
  • Em 2.016, o estoque de unidades residenciais verticais acumulado apresentou aumento de 34,5% se comparado à 2.015. A delicada situação macroeconômica do País, a crise política instável aliada à queda de renda, aumento do desemprego e ao grande número de distratos contribuíram para o desempenho insatisfatório do mercado imobiliário;
  • As unidades lançadas no 4º trimestre na Capital, somaram 911 unidades, superando em 20% o volume lançado no mesmo período em 2.015, com destaque para a Zona Leste.
  • Ao longo do ano, a expectativa é que a absorção das unidades residenciais lançadas seja mais expressiva em consequência das medidas econômicas que visam um crescimento mais sustentável da economia, elevando a retomada do crédito e confiança dos empresários.

tab-3
Gráfico_LançamentosResidenciaisVerticais_CapitaleZonas_2016_2

  • O valor médio ponderado na Capital ficou em R$ 8.951/m2 de área privativa contra R$ 8.555/m2 de área privativa apresentando um aumento de 4,60% em relação ao valor médio do m2 ponderado observado no mesmo período em 2.015;
  • As unidades com apenas 1 dormitório apresentaram alta de 3,2% em comparação ao 3º trimestre de 2.016. As Zonas Oeste e Sul concentram os maiores valores médios ponderado do m2 de área privativa, enquanto a Zona Norte apresenta o menor valor médio ponderado na Capital.
Translate »